terça-feira, julho 13, 2010

Aprender o silêncio

Fazer voluntariado é seguramente uma forma de caminhar em direcção ao zen.

Lidar com situações péssimas, pesadas e tenebrosas exige que se desdramatize e se aceite a realidade tal como ela é sem juízos de valor ou considerações de maior, mas com o devido respeito e cuidados relativos às vicissitudes da situação em causa.

É aceitar a realidade tal como ela é, simplesmente, sem lhe dar nenhuma carga e agir em conformidade.

É compreender a dor dos outros sem ficarmos pesados porque a sentimos também e porque nos revemos neles.

E como todo o zen, os simples aprendizes percebem o conceito, mas têm alguma dificuldade em atingi-lo uma boa parte do tempo.

2 comentários:

R. disse...

Curiosamente, hoje li uma frase de Tim Hansel que me parece apropriar-se bem:'Pain is inevitable, but misery is optional'.
Beijinho.

Loopy disse...

:) fixe! :) Há um pensamento budista (bem, eu achava que era essa a origem...) parecido: a dor é inevitável, o sofrimento é opcional :)) Grazie! **