segunda-feira, junho 07, 2010

I know how to make you laugh

No meio da conversa, extemporaneamente, sai-se com esta:

"Estou morto que te voltes a apaixonar!"

Desculpa?

"A sério, estou morto que te voltes a apaixonar."

Perante o meu ar perplexo, continua:

"Eu nunca sei o que esperar das tuas histórias de amor. E nunca consigo adivinhar o que é o teu "tipo de homem" porque eles têm sido tão diferentes uns dos outros! Tu não tens um padrão e eu fico sempre em suspense para saber como vai ser desta vez!"

Permaneço boquiaberta.

"Diz-me uma coisa" - continua - "tu não tens receio de descer os teus padrões?"

Desculpa?

"Não sei, parece-me que, se fosses uma jogadora de futebol estavas a saltar de um clube da primeira divisão, para um regional, a seguir para um dos países árabes, depois para o Real Madrid..."

Não estou a perceber.

"Não tens um conjunto de características-base, tipo, que os gajos têm de ter para tu andares com eles?"

Não. respondi com sinceridade e simplicidade Eu não faço a menor ideia de como é o "homem dos meus sonhos". Não tenho expectativas nessa área. Sei é o tipo de relação que quero ter. Agora com quem vou ter essa relação? Beats me. Claro, o gajo tem de ter algumas características básicas, tipo gostar muito de mim e ter sentido de humor. Mas além disso? Não sei. Não sei mesmo.

Olhou para mim e como raras, raríssimas vezes acontece, deu o braço a torcer.

4 comentários:

R. disse...

De facto, comparado com "gostar muito de mim e ter sentido de humor", tudo o resto é relativamente periférico ;)

La fille disse...

no fundo, as características que procuras, só não são obvias, tipo profissao, idade ou status... :)

só pode dizer boas coisas acerca desse coração. (ou cortex frontal...)

eternal sunshine disse...

esta foto foi tirada na centésima página? parece tanto!

Loopy disse...

é sim, Sarocas :)