quinta-feira, maio 11, 2006

Formação Contínua, ao longo da vida

Formação é desenvolvimento, disso não há dúvidas. A formação cria sempre (de uma forma ou outra!) oportunidades de desenvolvimento em cada um dos intervenientes, seja o formando e mesmo o "formador" - penso que isto é perfeitamente consensual...

Ora, se já o Piaget dizia que nos desenvolvemos até morrermos, e todos sabemos que vamos inevitavelmente morrer, suponho que isso quer dizer que envelhecer, ou viver, é a arte de nos desenvolvermos o melhor possível no tempo que precede esse facto inevitável. O que significa que, durante toda a vida, nos devemos esforçar por aprender o máximo possível daquilo que nos interessa e um pouco também do resto...

Neste sentido, parece-me completamente disparatado que haja pessoas que a partir de certa altura acham que chega de investimento em formação, seja ela em que área for... Porque não precisa de ser uma licenciatura ou um doutoramento para ser formação... nem é suposto que a formação, neste sentido, seja uma coisa pesada... Pelo contrário, quer-se uma formação flexível, maleável, adequada às necessidades e competências de cada um... Se há interesse e condições intelectuais para um doutoramento, faz-se um doutoramento, se não faz-se outra coisa qualquer, o que importa é que seja o que a pessoa quer aprender, da forma que lhe é mais proveitosa... A formação não é suposto ser uma cruz!...

O que implica que o importante é, isso sim, continuamente fazer um esforço activo por aprender e, na minha modesta opinião, por muito que aprendamos com o quotidiano e por muito profundas que sejam as lições de vida que daí retiramos, não existe realmente nehum contexto tão propício à explicita aprendizagem e discussão de conteúdos como a formação propriamente dita. Poucas coisas nos abrem os olhos como as viagens e a formação... Não acham?

2 comentários:

Maria João disse...

sim... mesmo. nada como ouvir alguém a verbalizar para associar e reflectir sobre determinadas experiências vivenciadas anteriormente.
e tb saber mais, pelo interesse, pelo desafio e quebrando a rotina... de dias q para tantas pessoas, parecem iguais.

katraponga disse...

As viagens, ai as viagens... ;)