domingo, dezembro 04, 2005

Tabus modernos: Hitler



É inacreditável a contemporânea histeria que persiste em torno da figura de Hitler. Dado sempre como o mau exemplo, como a antítese de tudo o que é bom, o Anticristo e mesmo como o próprio demo.

Sobre a sua figura todas as coisas positivas soam a sacrilégio; como se por alguém achar extraordinário que Hitler, um estudante de artes sem posses e austríaco, chegasse pela via democrática a Chanceler da Alemanha, isso o tornasse cumplice do assassinato dos milhares de judeus que pereceram no Holocausto.

O tabu é de tal ordem, e é aqui que eu quero chegar, que todos os livros de Dali por onde passeei na minha adolescencia se deram ao trabalho de omitir a enorme fascinação que este artista genial sentia pelo ditador.

"I saw Hitler as a masochist obsessed with the idee fixe of starting a war and losing it in heroic style. In a word, he was preparing for one of those actes gratuits which were then highly approved of by our group." (Dali)




(o quadro de cima chama-se "O Enigma de Hitler" e é de 1939, o quadro de baixo, "Hitler a masturbar-se" e é de 1973)

4 comentários:

katraponga disse...

Adorei este post, e gostei do teu blog, vou voltar. Aquele quadro do Dali sempre me fascinou, e só já quando tinha uns 18 anos soube o nome dele, o que me deixou boquiaberto e o tornou ainda mais enigmático para mim.

ART&TAL disse...

interessante blog. muito interessante mesmo

Pedro disse...

é por posts como este que, de há ano e meio para cá sigo este blog de forma cada vez mais atenta...

J.Henrique e Alex Liverpool disse...

acabei de descobrir o que essa imagem dis realmente
muito tempo de analizes acabei encontrando o que ela relmete quer disser passe um e-mail para mim se quiser saber mas ficarei grato se vc publicar isso. umbrella3000@hotmail.com